Carros autônomos podem revolucionar Seguro Auto

Por Novo Seguro
· Notícias

Uma reportagem da agência Bloomberg fala sobre o impacto dos carros autônomos no ramo de seguro auto. Isso tem sido muito discutido porque há o receio de acidentes provocados por carros sem motorista e os aspectos técnicos do carro desenvolvido pela Tesla com seu limitado modo de piloto automático, o “Autopilot”, é fácil esquecer uma das supostas virtudes dos veículos autônomos: eles deixarão as ruas mais seguras.

Segundo a reportagem, Dan Peate, um capitalista de risco e empreendedor do sul da Califórnia, anunciou no fim de janeiro a criação da Avinew, com US$ 5 milhões em financiamento. Seu produto de seguro monitorará o uso de recursos autônomos pelos motoristas em carros fabricados por empresas como Tesla, Nissan, Ford e Cadillac, determinando descontos com base no uso desses recursos. A Avinew fez acordos com a maioria das fabricantes e está trabalhando para fechar acordos com as restantes, disse Peate, para que a firma tenha acesso aos dados de direção quando o cliente der permissão.
A Deloitte previu isso em seu relatório de perspectivas para os seguros de 2019. “O aumento da conectividade… gerou uma enorme quantidade de dados em tempo real e mudou a relação da seguradora com os segurados, que era estática e transacional e passou a ser dinâmica e interativa.”, aponta o relatório.

A Avinew afirmou que espera redigir políticas ainda neste ano em estados selecionados. A transição aponta para uma crise existencial maior no multi bilionário setor de seguros automotivos. Se não tem ninguém dirigindo, por que precisamos de seguro automotivo? Os prêmios — e as receitas da empresa — se baseiam na probabilidade de um motorista sofrer acidente e nos índices reais de colisão.

Como mais de 90 por cento dos acidentes são provocados por erro humano, retirar o motorista dessa equação implica grandes mudanças para as seguradoras. “Isso aparece em todas as conversas estratégicas”, disse Michelle Krause, diretora-gerente sênior do grupo de serviço ao cliente de seguro da Accenture. As principais operadoras “estão muito concentradas em entender a tecnologia por trás [da automação] e as oportunidades disponíveis para elas”.

 

Fonte: CQCS.